quinta-feira, 11 de março de 2010

$ENBR3 – evoluindo dentro de um triângulo simétrico...

  • Desde o início do ano ENBR3 está seguindo dentro de um triângulo simétrico, muito próximo de seu vértice; no caso de eventual rompimento, poderá apresentar impulsão em suas cotações, acompanhada de um volume acima da média.
  • Para acompanhar nos próximos dias...

Assine o feed deste blog ou receba todos os artigos por email.
Siga-nos no Twitter e fique por dentro das últimas análises, dicas e notícias do mercado financeiro!

2 comentários:

Makoto disse...

ouvi dizer que os TRGs tem sua formação invalidada conforme aproximam-se do vértice. imagino que na verdade sao lateralizações.

O que acha a respeito?

sds!

bolsafinanceira disse...

Fala, Makoto! Tudo tranquilo?
Os triângulos realmente são lateralizações, mas que diminuem a variação nas máximas e mínimas conforme se aproximam do vértice. Podem ter um rompimento (na LTA ou na LTB que "conduz" esse movimento) mais forte ou até mesmo seguir congestionado e sem direção muito definida - como aconteceu com CNFB4 há poucos dias.
Conceitualmente, fala-se que as melhores chances de rompimento estão situadas na metade ou nos 3/4 do comprimento de um triângulo; porém, não é difícil acontecer fortes movimentos próximo ao vértice (Ex.: http://bolsafinanceira.blogspot.com/2010/02/rpmg3-rompeu-o-triangulo-3333.html ou http://bolsafinanceira.blogspot.com/2009/12/idnt3-mais-um-rompimento-de-triangulo.html).
Por isso, considero que não há, necessariamente, uma invalidação da formação conforme se aproxima do vértice, mas apenas uma redução das chances de um melhor rompimento.
Forte abraço!
Alexandro

Google Analytics Alternative